Julio Antao fim
Júlio Antão

 
biografia

Júlio Antão, artista plástico, natural de Albufeira, teve a sua primeira formação no âmbito das Artes Plásticas na Escola Secundária Tomás Cabreira, entre 1982 e 1984, onde foi aluno do professor Aníbal Ruivo e da pintora Rosa Trindade. Entre 1983 e 1985 frequentou o curso de Pintura a Óleo dirigido pelo pintor José Manuel.

A sua primeira experiência em exposições data de 1985 e teve lugar no Círculo Cultural do Algarve, em Faro, na exposição “Arte Jovem do Algarve”.
Em 1986 participou na exposição “Colectiva do Final de Curso de Pintura a Óleo”, no Inatel de Faro.
Nos anos de 1997, 1999, 2001 e 2005 participou na exposição “Cores e Formas dos Nossos Artistas”, na Galeria Municipal de Albufeira, tendo alcançado o 3.º prémio com a pintura a óleo “Contacto” no ano de 1997 e o 2.º prémio com a escultura “Medo” no ano de 2005.
De entre os seus trabalhos já realizados, salientam-se esculturas, pinturas, design de equipamento e de publicidade, bem como design de interiores e fotografia.

Através do traço quase perfeito de objectos e formas, o artista pretende transmitir, com a sua obra, uma mensagem... esta não se trata de mais uma mensagem banal, mas sim de uma mensagem que pretende provocar no observador uma certa inquietude com o mundo.
Sempre com a preocupação de não chocar o observador, o artista recria, nas suas obras, ambientes de grande tranquilidade em que o observador é convidado a contemplá-los sem ferir o seu olhar. No entanto, observando mais profundamente esses ambientes, as suas obras transladam-nos para uma preocupação constante.

É também nos materiais que utiliza nalguns dos seus trabalhos mais recentes que podemos verificar a preocupação do artista com o mundo em que está inserido, já que este prima pela utilização de materiais reutilizáveis na construção das suas esculturas e na criação de trabalhos com técnicas mistas.
Podemos então dizer, que é através da cor, da forma, da textura e de outros elementos plásticos que o artista nos conta as suas preocupações do momento.

Após ter passado por uma fase em que o traço mais definido reinava, nota-se agora uma preocupação de não cair num absolutismo estático. O seu traço menos definido de agora dá origem a formas mais modernas.
Podemos também descobrir em alguns dos seus trabalhos mais recentes um minimalismo aparente.
Algumas das obras artísticas de Júlio Antão encontram-se em colecções particulares, nacionais e internacionais.

© Copyright 2007 Júlio Antão